As principais lesões dos jogadores de Tênis

Não existe um esporte de atividades físicas que esteja livre de lesões e danos em músculos, cartilagens, tendões, articulações e estrutura óssea. O Tênis, apesar de ser praticado sem um confronto físico direto, exige muito da estrutura dos seus jogadores. Os músculos de um tenista são engajados em movimentos bruscos e complexos durante uma partida. Às vezes, o placar não se destaca e a partida é prolongada por várias horas.

Lesões localizadas

Os ombros são as juntas mais flexíveis do corpo humano. Seu desenho anatômico fornece estabilidade, permitindo uma ampla gama de movimentos em todas as direções. Isso leva a um equilíbrio frágil entre estabilidade e mobilidade, especialmente em jogadores de tênis que estão tentando gerar a maior intensidade possível de energia para os saques e o uso da raquete para rebater as bolas lançadas.

  • Movimentos repetitivos

A repetição dos movimentos dos braços durante os lances acima da cabeça, com as raquetes, por exemplo, em uma ação pode gerar um aumento enorme de pressão nas juntas e articulações. Isso aumenta o risco de danos nos ombros, cotovelos, braços, mãos e punho.

Esta lesão é conhecida como sobrecarga. Atinge a maioria dos tenistas e está localizada nas áreas superiores dos membros. O pescoço também pode ficar comprometido com as ações repetitivas dos movimentos do jogo.

As lesões se estendem também para outras regiões, já que o tênis é um esporte que movimenta um número incrivelmente grande de músculos e articulações. Os principais problemas que causam lesão em quadra estão relacionados com a parte superior, além dos movimentos repetitivos dos membros inferiores.

  • Joelhos

Os joelhos sofrem uma tensão e acabam cedendo à pressão dos movimentos intensos e complexos para saltar, pular, correr e girar na direção desejada. Os tendões dos joelhos são sacrificados ao extremo e, em muitos atletas a demanda por cirurgia surge bem cedo em suas carreiras.

  • Pés

Os pés também exercem um ponto de apoio e controle de equilíbrio que engajam em uma enorme quantidade de força física para controlar as atividades das articulações e músculos.

Além das atividades físicas normais dos pés, é imprescindível também que um calçado ideal complemente a prevenção de danos e lesões. O sapato usado pelos jogadores é chamado de “tênis”, por razões óbvias, e deve servir como um suporte à estrutura dos pés, permitindo a circulação de sangue nos vasos e deixando os músculos confortáveis e uarnecidos em movimentos bruscos.

A saúde dos pés é garantida com o uso correto de um bom sapato quando praticamos este ou qualquer outro esporte onde saltamos, pulamos, corremos e mudamos bruscamente de direção.

principais lesões dos jogadores de Tênis

Prevenção.

A prevenção é muito importante em qualquer esporte! As lesões causadas neste caso específico do tênis podem ser minimizadas com o treinamento adequado que desenvolve a resistência física, capaz de absorver os impactos e facilitar os movimentos nas articulações dos pés, dos joelhos, dos ombros e dos punhos das mãos.

A prevenção é o melhor remédio! Contudo, uma dieta saudável, além de treinamento físico especializado poderá surtir o efeito de proteção contra possíveis males e danos estruturais. Um atleta, não importa o esporte, sempre segue uma dieta alimentar saudável, além de uma rotina de exercícios físicos que fortalece os músculos e as articulações.

O atleta é uma pessoa que consegue alcançar níveis de realização que quebram paradigmas. A excelência na competição faz com que ele seja capaz de manter uma atitude mental positiva. Portanto, acima de qualquer atividade física e alimentação adequada, é necessária uma prática emocional de controle dos ânimos. Manter o bom humor e dedicar tempo para encontrar e desfrutar da felicidade pode aumentar o prazer em um jogo de tênis!

Deixar um comentário